Seis coisas Impossíveis

Skoob

    Autora: Fiona Wood
    Editora: Novo Conceito
   Páginas: 272

Dan acaba de descobrir que seu pai é gay, que sua família está falida e atolada em dívidas, que sua tia-avó morreu, e que é na casa dela, velha e fedida, que ele agora irá morar com sua mãe depressiva, que está se aventurando em um novo negócio. É quando ele vê que não tem nada mais a perder, que Dan Cereill decide fazer uma mudança total em sua vida. Existem 6 coisas que ele acha serem impossíveis dadas as atuais circunstâncias, é por isso que o garoto de apenas 14 anos irá dedicar-se a cumprir a sua pequena e importante lista de coisas impossíveis pra tornar a sua trágica vida, quem sabe, só um pouquinho melhor.

Beijar sua vizinha e colega de classe popular e linda é o item número 1 de sua lista. A número 2 é arrumar um emprego, já que agora que estão falidos, ele a mãe mal tem dinheiro pra comer, e se o novo negócio de confecção de bolo da mãe de Dan furar, ele é quem vai precisar sustentar a casa. O terceiro item tem a ver com tirar a mãe de Dan, que acaba de se ver pobre e sem marido, da depressão discreta, porém perigosa, que ela parece ter. O próximo item é não ser tão nerd quanto ele já é, pra isso Dan vai tentar não demonstrar tanto a sua inteligência superdotada, e melhorar sua aparência o máximo que puder. Dan também acrescentou na lista “Falar com o pai quando ele ligar”, já que evitar o pai pra sempre só porque ele não pode mais viver na mesma casa que o garoto não parece ser a melhor solução para a situação. E o último item é: Ser bom. Dan não quer ser como o pai, que abandonou e arruinou a própria família, ele quer aprender como ser melhor, e apenas ser.

Impossível mesmo é você sentir alguma coisa com esse livro. Seis Coisas Impossíveis é um livro que tinha tudo pra ser um sucesso, mas acabou ficando só no “dá pro gasto”. A autora Fiona Wood colocou vários ingredientes no livro que supostamente seriam a receita perfeita: o pai gay, o garoto nerd e vítima de bullying, a situação financeira difícil, a garota popular que não olha para o protagonista, e a mãe depressiva, porém batalhadora. O problema é que a Fiona não soube desenvolver nenhum desses temas, e no final das contas esqueceu o ingrediente principal: a emoção.

Dan, que deveria ser um nerd desajustado e apaixonado pela versão colegial da Miss Simpatia, acaba por ser um garoto com uma aparência mais ou menos, mas que tem atitude para dar o primeiro passo e conversar uma garota. Além disso, ele não sofre metade do bullying que os garotos em sua posição na vida real sofrem, e as cenas em que Dan demonstra sua inteligência dentro de sala de aula são tão raras quanto as cenas em que realmente ocupa o papel do pobre coitado que a sinopse do livro nos faz crer que ele é. A autora quis fazer com que Dan sofresse uma grande transformação no decorrer da estória: saindo das sombras, se tornando mais bonitinho, chamando mais atenção, e ganhado confiança. Contudo, a verdade é que Dan Cereill parece somente ter trocado de roupa e de corte de cabelo entre o início e o final do livro.

Sim, Dan ajuda a mãe, tenta conquistar a garota dos seus sonhos, e enfrenta uma nova vida com pais separados. Mas todos esses problemas passam batidos, é como se a autora tivesse jogado temas demais dentro das páginas e no final não soubesse o que fazer exatamente com todos eles. Fiona Wood não trouxe emoção pro seu enredo. Não existem cenas que te despertam a compaixão pelos problemas de Dan, muito menos que te façam torcer pelo final feliz do garoto, e as poucas cenas em que a autora poderia ter acrescentado o elemento surpresa terminam dois parágrafos depois, com um final feliz, zero emoção e totalmente previsíveis.

E eu nem vou mencionar muito sobre o pai e a paixão platônica de Dan. O pai, que acaba de se assumir gay e sair de casa, deixando a família atolada em dividas e morando na casa da tia-avó morta de Dan, só aparece basicamente no início do livro, quando Dan acrescenta o nome dele na lista, e ao final, quando ele liga para o filho. Fora nesses momentos o leitor, e o próprio Dan, nem se quer se lembram de que o garoto tem um pai. Era mais fácil a autora ter feito a mãe de Dan viúva. Já a paixão de Dan, sua vizinha, é aquele clichê piorado: bela, rica e poderosa, porém, ela também é bondosa, gentil, e nem um pouco metida. Ou seja, ela é a melhor garota popular do mundo.

Enfim, Dan não me cativou nenhum pouco. Não existe no enredo um único personagem que tenha despertado qualquer emoção em mim a não ser a indiferença. A narrativa é tão mansa e fraca, que por muitas vezes no perguntamos: Afinal, onde é que isso vai dar? O livro não é horrível, mas também não estou interessada em relê-lo tão cedo. É apenas mais um que li, foi pra estante, e que não vai sair de lá outra vez, a menos que outra pessoa o queira.

Se você é do tipo que gosta de ler pra conferir a estória, então sinta-se livre pra acrescentar Seis Coisas Impossíveis na sua lista de leitura. Mas se você está, atualmente, no estado de ressaca literária, então espere o seu gosto apaixonado pela leitura retornar pra só então encarar Dan Cereill. Tem muita gente que amou o livro, porém eu não sou uma dessas pessoas. Talvez eu estivesse com expectativas altas demais, e por isso fiquei tão decepcionada. Mas ainda assim, não fundamente sua opinião apenas na minha, a dica é: procure outras resenha, e compare.

Beijos e comentem!

21 comentários:

  1. Vida muito boa a dele hahaha! Ah que pena que o livro não seja bom, pela sinopse tinha tudo pra ser ótimo mesmo... Mas mesmo assim vou tentar ele :)
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. Tinha expectativas nesse livro, a história parecia ser interessante, mas geralmente sigo suas resenhas, e pelo modo que você colocou deve ser chatinho mesmo. Eu gosto de clichês, mas eles tem de ser bem construídos, se não fica insuportável.Mas quem sabe em algum momento se o livro cair nas minhas mãos eu leia. :D

    ResponderExcluir
  3. Poxa, então não quero ler esse livro, um livro tem que emocionar mesmo o/
    ja desanimei no momento em que vi a nota que vc deu.
    e depois de ler a resenha, não vou nem pensar em ler o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Esse livro não me conquistou em nada também, desde que o vi nos lançamentos.
    Agora, com sua resenha super sincera, eu realmente não quero ler esse livro....

    ResponderExcluir
  5. Hum...estava interessada neste...mas confio nas suas resenhas. ..hehe

    ResponderExcluir
  6. Hum...estava interessada neste...mas confio nas suas resenhas. ..hehe

    ResponderExcluir
  7. Eu não tinha muito interesse nesse livro, mas o enredo dele não parece ser tão ruim, uma pena que a autora não soube desenvolvê-lo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu não tinha ideia de como era esse livro. A nota foi tão baixinha que fiquei com dó do livro rs.
    Mas é ruim quando uma obra tem um conteúdo legal, mas não desenvolve com qualidade

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  9. Sempre me interessei por esse livro, tenho muita vontade de lê-lo. Minhas expectativas são altas perante a ele, não espero me decepcionar rsrsr *-*

    Bjs
    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. "Impossível mesmo é você sentir alguma coisa com esse livro." morri uhshasuas.
    Nossas opiniões foram semelhantes, enfim :(
    Também achei que seria melhor.

    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Camila!
    Já vi várias resenhas sobre esse livro, e, realmente, a sua é a mais negativa :(
    Mas confesso que me identifiquei um pouco com ela. Pela sua descrição, não acho que gostaria muito do livro...
    Posso até dar uma chance, mas acabaria sendo mais um livro na estante, assim como você disse.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Muito bonito livro ;)

    Adorei seu blog muito lindoo e já estoou seguindo.Retribui por favor www.gabusiek.blogspot.com.

    ResponderExcluir
  13. Já não tinha muito interesse nessa leitura, imagina agora...

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Menina, eu tava com grande expectativa sobre esse livro e agora? negativa total. :/
    Vou dar um toque pra minha amiga tbm ñ ficar animada, já que ela até queria trocar no skoob. kkkkkk

    ResponderExcluir
  15. Não li esse livro e quando li a sinopse achei que seria um grande livro! Uma pena a autora não ter explorado os pontos altos que o livro podia trazer... mas gostei da sua resenha, muito sincera!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  16. Acho que com tantos dramas o ponto forte do livro seria as emoções, para mexer com o leitor, se isso não foi bem desenvolvido na leitura, sinto muito, mas vou passar longe,
    Bjs
    Amanda
    leituraentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Não me interessei muito por esse livro ,
    e ainda mais com essa tua opinião ...
    Acho melhor nem comprar !
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oiee =)
    primeira resenha que leio desse livro, poxa estava empolgada achando que seria uma leitura divertida, e não que dá pro gasto, que frustante :|
    E pior que me senti assim lendo Charlotte Street achei que o livro iria me deixar com a barriga doendo de tanto rir, mas que nada, livro monótono e chato!
    Beliscões carinhosos da Máh♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  19. Yooo
    Adorei a resenha, a sua resenha está otimo.
    Se você ler a sinopse, você fica louca para ler, ai tem um estrago desse, isso é muito chato.
    Eu acho que se o pai dele está meio que na lista, ele devia ter mais aparecido no livro, ou qualquer coisa do tipo... Sei lá cara '-' não deu vontade de ler '-'
    Seguindo... Acabei de criar o blog, da uma olhada lá o/
    http://thebookperfectlu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Sinceridade. A alma de uma boa indicação. E a sua foi esplendida, Camila.
    Olha é difícil encontrar pessoas que não seja destemidas ao falar de sua leitura, a maioria sempre elogia, etc e tal. Mas hoje , menina você me surpreendeu, bom eu ja não estava afim de ler este livro, agora, bom não vou nem chegar perto dele.Hahahahahahahahahaha
    Sei lá a forma em que você mencionou, o livro dá muito na cara dos acontecimentos, o que vai rolar apos virar uma pagina. E nos leitores, sempre esperamos surpresas ao ter um livro e mão, e não saber ante mão o que vai acontecer.Hahahahahahahaha

    Parabéns flor pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  21. Nossa.. eu tav atão empolgado com esse livro... acho que vou deixar pra depois mesmo.. que tenso..

    O livro ter tudo que precisa pra ser bom e perder a emoção.. não rola.. vai ficar pra depois...

    Guilherme Kunz

    Faça uma visita
    Blog Tempo à Toa
    FanPAge Tempo à Toa

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar sua opinião! Beijos!

 
No Limite da Leitura © Copyright 2013 | Design por Camila Darc | Todos os direitos reservados.