A Outra Vida

Skoob
  Weepers, vol.1 
Autora: Susanne Winnacker 
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 272

O apocalipse começou. Diferente de tudo que imaginávamos, ele não envolve terremotos, vulcões e tsunamis. Nada disso. O apocalipse começou no dia em que cientistas americanos decidiram iniciar uma pesquisa cientifica sobre o vírus da Raiva. O objetivo deles era apenas descobrir até onde poderiam ir as modificações no vírus, como poderiam conseguir a cura, mas um desastre aconteceu, e durante uma de suas mutações o vírus atingiu proporções inesperadas. No início, eram apenas alguns assassinatos brutais que surgiram na vizinhança, ou pessoas próximas que passaram a ficar doentes subitamente e que não podiam ser visitadas nos hospitais. Até que finalmente eles entenderem que os infectados eram assassinos inteligentes e sem nenhuma memória ou sentimento humano, e o único jeito de proteger a população era isolando-os no subsolo. 

Quando as pessoas da cidade de Los Angeles foram obrigadas a se refugiarem em abrigos públicos ou nos porões de suas casas, o governo tinha deixado a promessa de que tudo seria controlado em alguns dias, no máximo semanas, e que a comunicação entre eles seria feita através do rádio. Sherry e sua família de sete pessoas foram alguns dos muitos que acreditaram no governo e se esconderam do vírus, mas já se passaram 3 anos e os militares há muito haviam deixado de transmitirem informações pelo rádio, deixando-os em um isolamento total.

Três anos foi o tempo que Sherry conviveu em um espaço minúsculo junto com sua mãe, pai, irmã (Mia), irmão (Bobby), vovó e vovô. Eles tomavam banho de 3 em 3 dias e por tempo controlado para economizar a água, fracionavam a comida, pedalavam uma bicicleta para gerar energia, e não tinham a menor privacidade. A coisa piorou quando vovô morreu, e eles foram obrigados a acomodar seu corpo no freezer, ao lado de suas comidas congeladas, já que não podiam realizar um enterro decente. A comida estocada devia durar mais alguns meses, mas após todo esse tempo no abrigo ela finalmente tinha chegado ao fim, e a única solução encontrada pra que eles não morressem de fome era que Sherry e seu pai saíssem em busca de alimento. 

O ambiente que a garota de apenas 15 anos encontrou não se parecia nenhum pouco com a antiga Los Angeles que tinha em sua memória. Agora, o local que antes era uma paisagem de concreto e automóveis, estava desabitada, destruída, empoeirada e silenciosa. Sherry e o pai dirigiram até o primeiro supermercado que encontraram, sempre atentos ao que quer que o governo havia dito que era perigoso, mas, enquanto vagueavam pela sessão de enlatados, eles foram atacados. Ambos correram, ambos atiraram, mas de nada adiantou. Quando ela imaginou que estava preste a morrer um garoto desconhecido a salvou, seu nome era Joshua.

Seu pai havia sido capturado pelos Chorões, como são chamados aqueles que se transformaram, e Sherry está decidida a procurar por ele. Mas antes ela precisará voltar para sua família e levá-los para um lugar seguro, onde Joshua mora com outros refugiados. Enquanto a garota busca pelo pai e protege sua família, um romance começa a surgir entre ela e Joshua, o garoto que está arriscando a vida para ajudá-la. Mas enquanto pra Sherry, Joshua significa força, pra ele ela é sua fraqueza. Na outra vida, a vida que tinham antes da epidemia, ele podia até se dar ao direito de ser vulnerável, mas nesta vida a garota será seu ponto fraco.

Desde de o momento em que li as primeiras palavras de A Outra Vida já sabia que ia me apaixonar, e não deu outra. Ainda estou em estado de êxtase com a narrativa e enredo criados pela Susanne Winnacker. Sabem aquele tipo de leitura eletrizante que te pega de jeito e não deixa você largar o livro em nenhum minuto? É desse jeito que me senti enquanto lia A Outra Vida. Não há no que falar quando se diz “pontos negativos”, porque é simplesmente impossível encontrar algum. Talvez eu pudesse mencionar alguns deslizes da tradução/revisão que deixaram passar pequenos erros de português, mas nem mesmo isso me fez ficar insatisfeita com a estória. 

Susanne criou um verdadeiro espetáculo para o seu leitor. A cada página que lemos vamos nos envolvendo um pouco mais com enredo e chegamos até a roer as unhas de ansiedade. Um livro totalmente original, que tratou sobre o apocalipse e sobre zumbis de uma maneira inovadora e totalmente possível. Se você nunca leu algo sobre o vírus da Raiva, procure saber sobre o assunto, mas, em resumo, é uma doença que é mais comum em cachorros, mas que também pode ser transmitida aos humanos através da saliva do animal, e que deixa o infectado extremamente agressivo ao ponto de babar. Agora, se já em seu estado atual a Raiva é tão perigosa, imagine se algum teste do governo desse errado e, ao invés de enfraquecer o vírus, eles o fortalecessem? A criatividade e a maneira rigorosa com que a autora desenvolveu sua teoria é até mesmo espantosa, não sendo possível identificar nenhum ponto falho.


O livro é narrado sobre a perspectiva de Sherry, e o detalhe que mais gostei, além da belíssima diagramação feita pela Novo Conceito, foi na verdade as lembranças da garota que Susanne sempre coloca como início de cada capítulo. Antes de cada novo capítulo, em uma única página, a autora descreve alguma lembrança de Sherry antes de se abrigar no porão de sua casa. As memórias variam, mas sempre mostram a total inocência da garota, que nem imaginava que em breve estaria sendo isolada do mundo.

Este livro é um lançamento de agosto da Novo Conceito, e se você ainda não tem ele na sua estante está na hora de comprar. Uma estória inovadora, bem desenvolvida, cheia de ação e suspense, e dotada de um bom romance. A leitura de A Outra Vida é uma aventura maravilhosa e eletrizante que qualquer leitor irá adorar!
Três anos, um mês, uma semana e seis deis se passaram desde a última vez que vi a luz do dia. Um quinto de minha vida. (Página 7)
(...) Nosso beijo teve gosto de sangue e lágrima. De chuva e poeira. De dor e de alívio. Mas, acima de tudo, significava uma promessa. Um voto de que nunca deixaríamos que nada nos acontecesse. (Página 236)
Beijos e comentem!

23 comentários:

  1. Esse é meu tipo de livro, OMG
    é muito perfeito, adoro livros que falam sobre Apocalipse o/
    e esse é perfeito, li toda a sua resenha sem nem piscar, eu preciso ler esse livro o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Baby, ele é realmente muuuito bom, tenho ctz que se vc gosta desse tema com ctz vai amar :D
      Beijos

      Excluir
  2. Sempre que vejo uma resenha sobre este livro minha curiosidade aumenta.
    Não conheço ainda, mas vou ver se encontro para ler!

    Tem resenha no meu...se quiser conferir, fique a vontade!

    http://detudoumpouco28.blogspot.com.br/2013/09/resenha-do-livro-requiem-para-um.html?showComment=1378601210558

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou conferir seu blog sim :)
      bjos

      Excluir
  3. Não adianta, livros sobre apocalipse zumbi são sempre bons, até se esse assunto for clichê! kkkkk
    Quero MUITO ler esse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, eu adoro uma distopia, entao pra mim esse tipo de livro nunca peerde a graça!
      Espero que adore o livro tanto quanto eu :D
      Beijos

      Excluir
  4. Nossa! Que vontade de ler também! Eu amo distopia, mas tinha visto algumas criticas sobre e tinha ficado com o pé atrás em relação a ele... Mas depois de ler sua resenha, não vejo a hora de ler.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, eu amei o livro, entao com ctz recomendo. Se vc curte distopias, com ctz vai gostar tb :D
      beijoos

      Excluir
  5. Não gostei do estilo do livro, não curto isso de ter mutantes e talz, também não conheço a autora. Nada nele me fez querer lê-lo, mesmo lendo sua resenha ainda não fiquei nem um pouco animada. Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ieda, se vc nao curte esse estilo, entao realmente nao recomendo pra vc. Eu adoro distopias, entao é claro que o tema me chama a atençao, mas eu detestaria um livro de ficçao cientifica, nao importa o quao bom ele fosse, entao eu entendo o seu lado :/
      beijos

      Excluir
  6. Nossa me animei com sua resenha!! Pra ser sincera nunca li do gênero, mas sempre quis ler um livro que falasse de vírus, refúgio... E me empolguei bastante para poder ler a historia completa...Sem falar que está capa é linda demais!!
    Bjuss....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michelli, também amei essa capa, e a leitura nao me decepcionou! Realmente viciante! :D
      beijos

      Excluir
  7. Gostei bastante! Principalmente da capa, me deu muita vontade de ler esse livro, se bem que quero ler todos da NC, pois é o estilo que gosto de criar minhas histórias.

    Blog: fabriciorufinooficial.blogspot.com.br

    Postei no blog novidades sobre meus novos contos que publicarei;)

    ResponderExcluir
  8. OMG!! OMG!!!!
    Caramba..já tinha visto este livro e colocado como desejado, mas não tinha noção de que era tããoooo fodástico assim!!!
    Esse eu não vou aguentar aguardar uma troca, vou ter que comprar!!!

    OMG!!!!!
    hahaa

    ResponderExcluir
  9. Olá Camila!Eu poderia dizer que este livro não passasse de mais um romance.Sim,eu imaginei isso ao ver a capa.
    Mas agora lendo sua resenha e vendo o quanto ela é maravilhosa,mesmo tendo um romance,ela tras mais do que isso.Ela nos dá ação,um mundo novo- mesmo sendo sobre zumbis-,e eu me peguei fascinada com este livro.Antes,eu poderia dizer não vou comprar.Mas agora ele esta no topo dos meus desejados.

    Parabéns pela resenha Camila.Ela esta como sempre maravilhosa!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, que palavras lindas as suas, obrigada!! *-*
      Eu me apaixonei pelo livro desde as primeiras letras, entao espero que aconteça o mesmo com você! :D

      Excluir
  10. Bom, eu achei que a capa nao fez muito pelo livro. Mas ja que tão bom assim,vamos colocar na lista dos desejados hehe
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura, Val, já eu gostei tanto da capa :x

      Excluir
  11. Meu Deus, preciso agora desse livro! Oh meu deussss! É muito meu estiloo...
    Amei sua resenha e me deu mais ainda vontade de lê-lo!

    ResponderExcluir
  12. Camila que resenha legal, parabéns \o/
    Menina desde que li sobre esse lançamento pensei: que enredo interessante e original, preciso ler e agora vc me convenceu; apesar de ter medo assumido de zumbi desejo ler essa história pq como vc falou ela foi muito bem pensada. Valeu pela ótima dica de leitura \o/
    Bjos e te espero lá no meu cantinho \o/

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  13. Minha curiosidade com este livro é tanta que vou acabar passando-o na frente dos outros.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Realmente a historia é inovadora mesmo, ja vi vários livros de vampiros ou zumbis, mas uma historia com esse principio não! Adorei saber que a autora não deixa falhas na explicação do vírus, isso é fundamental pra dar veracidade a historia...fiquei quase "babando" aqui, rsrsrs(brincadeirinha) na resenha, doida pra ler esse livro, mesmo que seja série, esse eu vou ler, preciso ler! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahha Adriana, acho que voce vai gostar dele, pq é realmente mto criativo e eu me apaixonei *-*
      bjos

      Excluir

Obrigada por deixar sua opinião! Beijos!

 
No Limite da Leitura © Copyright 2013 | Design por Camila Darc | Todos os direitos reservados.